Em busca de novas parcerias de sucesso, Liceu enriquece sua grade de Atividades Extracurriculares!

Ontem iniciamos as matrículas das atividades extracurriculares para 2018. Atividades Extracurriculares são atividades oferecidas visando enriquecer o currículo dos estudantes conforme seu interesse. Diversas pesquisas indicam também que a responsabilidade e autonomia estimuladas nos cursos extracurriculares colaboram para um melhor rendimento escolar. Para ajudar o (a) aluno (a) a escolher a(s) atividade(s) extracurriculares, os pais devem levar em conta a necessidade do (a) aluno (a), mas o desejo dele (a) deve ser determinante. Os pais não devem projetar, em seus filhos, seus sonhos pessoais que não foram realizados. Converse sobre as opções oferecidas para seu (sua) filho (a) e explique o que é cada uma das atividades. Se ele (a) demonstrar vontade de fazer determinada atividade, os pais devem conversar sobre essa escolha (do que ele (a) gosta? Por quê? O que pretende com essa atividade?). E fazer alguns combinados, por exemplo, de que ele (a) irá permanecer na atividade por algum período de tempo (6 meses). Isso fará com que seu (sua) filho (a) entenda a responsabilidade dele (a) em relação à atividade escolhida e evitará que ele (a) desista facilmente.

Para o próximo ano, apresentamos mais duas novas parcerias:

O Cozinhando na escola que é um projeto de gastronomia educacional e pedagógica, o qual oferece no ambiente escolar a oportunidade de aprendizagem e vivência com insumos, utensílios e equipamentos apropriados para a elaboração e criação de receitas com um toque de alta gastronomia. As aulas serão ministradas pelos consultores de gastronomia, que orientam os alunos da melhor forma acerca da manipulação e do procedimento gastronômico.

A SuperGeeks pioneira no ensino da programação para crianças e adolescente no Brasil, desde fevereiro de 2013, e atualmente conta com 40 unidades no Brasil. Os dois principais benefícios ao aprender programação são o domínio da tecnologia e raciocínio lógico. Porém, muitas outras habilidades são desenvolvidas ao se aprender a programar: criatividade, resolução de problemas, pensamento sistêmico, inglês, trabalho em equipe, além de fazer com que as crianças deixem de ser meras consumidoras de tecnologia para passarem a ser criadores de tecnologia.

 

Renata Penteado – Coordenadora das Atividades Extracurriculares

 

 

 

 

Recent Posts